Projeto propõe eliminar portas giratórias em instituições financeiras

Por Iniciativa da ASBAN, o vereador Anselmo Pereira (MDB) apresentou projeto que altera a lei das portas giratórias nas agências bancárias instaladas no município de Goiânia.

Eliminar as portas giratórias em instituições financeiras, desde que tenham mecanismos modernos para garantir a segurança, é o escopo do projeto de lei apresentado pelo vereador Anselmo Pereira (MDB) no último dia 10.


A ideia é que agências, cooperativas de crédito, ‘fintechs’, que tenham o Plano de Segurança aprovado pela Polícia Federal não precisem mais das portas giratórias, que segundo Anselmo “são obsoletas e não impedem os roubos e assaltos”.


O vereador destaca que, mesmo com a digitalização dos serviços financeiros por meio de aplicativos, ainda é necessária a utilização das agências de forma física e presencial para muitos clientes.


“O intuito do projeto é manter as portas giratórias onde haja atendimento presencial de clientes e movimentação ou guarda de numerários, sendo que a retirada de obrigatoriedade se dará onde não há guarda ou circulação de dinheiro em espécie e onde a Polícia Federal permita a sua retirada, por meio de avaliação técnica e principalmente, segurança”, explicou o parlamentar.


Ele citou que há mais de 400 agências bancárias brasileiras onde o novo modelo foi adotado e que em mais de cinco anos, não houve aumento de roubo e “nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Distrito Federal o número de furtos e assalto foi zero”.


Anselmo ressaltou também que as agências atuais são monitoras com equipamentos de segurança modernos e eficazes, além da presença dos vigilantes armados, segundo determinação do Banco Central e da Polícia Federal.



FONTE: Câmara Municipal de Goiânia